sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

MINISTRO TEORI ZAVASCKI MORRE EM ACIDENTE AÉREO

O ministro Teori Zavascki é sabatinado durante a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) na Câmara dos Deputados, em Brasília, após ser indicado pela Presidência da República para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Pedro França/Agência Senado/Arquivo)

Um acidente aéreo voltou a sacudir a vida política brasileira. A vítima desta vez foi o ministro Teori Zavaski, o relator, no Supremo Tribunal Federal, da Lava Jato, um dos maiores eventos da história recente do país.
O avião decolou às 13h do Campo de Marte, em São Paulo, em direção a Paraty, no litoral sul do Rio. Era um voo curto, de cerca de meia hora. A distância entre os aeroportos é de cerca de 200 quilômetros.
A previsão era de que o pouso acontecesse às 13h30, mas a dois quilômetros da cabeceira da pista, o avião caiu, perto da Ilha Rasa. Chovia na hora do acidente. Uma turista do Espírito Santo que fazia um passeio de barco viu a hora da queda.
O empresário Elias Ramos Lima tem uma pousada na Ilha Rasa e ajudou no resgate. Ele lamenta não ter conseguido salvar uma das passageiras. “Logo quando eu cheguei, o pessoal da Marinha e dos Bombeiros já estava dentro d´água. Quando eu cheguei com o meu bote, já pediram ajuda. Para ajudar, caí na água com meu funcionário para gente poder ajudar mesmo no resgate. Tinha uma moça viva na parte de trás do avião”, conta.
Ele também conta o que viu da moça. Ela estava se mexendo, batendo na janela do avião e gritando muito. Tentamos quebrar o vidro, mas não conseguimos. Aí a gente começou a fazer furo na fuselagem para poder passar com a mangueira de oxigênio para pode prolongar mais para poder ajudar. Só que quando a gente conseguiu o acesso com a mangueira de oxigênio dentro do avião, ela já não respondeu mais” completa.

FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.