quinta-feira, 15 de junho de 2017

VÍTIMA OU PÉSSIMA ATRIZ?

Nas últimas horas não se fala em outra coisa, a não ser o caso da Câmara de Vereadores de Guamaré. O episódio, apesar de tosco, não dá brecha pra outro entendimento, a não ser de uma encenação descarada e premeditada. No vídeo da retirada da senhora do plenário, em NENHUM momento percebe-se o uso da força desproporcional por parte dos agentes da Guarda Municipal, o que há sim é um ato histérico e desprovido de verdade, e mais, trata-se de um ato miserável por ela usar a criança como escudo e medida de se vitimizar junto à sociedade. Onde estão as marcas deixadas pelos guardas municipais? Porque ela não fez exame de corpo de delito? Porque, ela não entregou a criança a senhora que repetidas vezes pede-a? Não seria esta senhora uma fanática política-partidária de Hélio Miranda, pois a mesma colocou o nome de seu filho em homenagem ao político? Esta senhora desacatou uma autoridade constituída pelo povo, democraticamente eleita, incorrendo a transgressora em injúria e difamação. Certamente, quem a orientou a fazer tal coisa, não a protegerá das imputações de seus atos. 

Tivemos acesso a um vídeo, em que está nítida a encenação e orientação do discurso da senhora. A tentativa de se vitimizar, até mesmo com o uso da criança em seus braços, não possui a menor credibilidade. Mesmo porquê, é de ciência da população que ela faz propaganda gratuita de qualquer coisa que envolva o grupo de Helio Miranda, ou seja, está evidente o comprometimento material do partidarismo neste caso.

Vejam o vídeo e tirem suas próprias conclusões:

video

Seria ela VÍTIMA OU PÉSSIMA ATRIZ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.