sábado, 8 de julho de 2017

O QUE MAIS VAI SURGIR EM GUAMARÉ?

Resultado de imagem para interrogacoes

Realmente, dinheiro não falta em Guamaré. Desta vez, a prefeitura firmou um contrato bem intrigante. Contratou a Cirúrgica Bezerra Distribuidora LTDA para aquisição de curativos hidrocolóides. Até então, tudo normal, caso não fossem o valor do contrato (R$ 248.850,00) e o preço da unidade do produto no mercado (mínimo R$ 9,36 e máximo R$ 12,72 embalagem com 10 unidades), ou seja, o valor firmado daria para comprar, ao preço máximo, quase 20 mil pacotes com 10 placas ou curativos hidrocolóides. Claro, esse preço é para o varejo, numa compra grande o preço cai e cai bastante. 

Estes curativos são usados em úlceras de pressão (escaras) bem graves, que precisam ter, necessariamente, fibrina, exsudato, necrose, e serem profundas, que em alguns casos chegam a expor as extremidades ósseas. Geralmente, essas feridas ocorrem nas internações prolongadas, quando, de certa forma, não há a mudança de decúbito (posição) do paciente, que provoca uma isquemia (falta de oxigenação) na pele em atrito.

Logo abaixo algumas cotações:





Vejam também o Diário Oficial:




Sem esquecer, que o uso desses curativos não é diário, outrossim, em alguns casos, a troca se faz entre 5 a 7 dias. Fazendo uma conta bem simples, daria pra tratar quase 3800 pessoas por um ano, e este efetivo de pessoas enfermas com necessidade deste tipo de curativo inexiste em Guamaré. 

Algo bem ridículo disso é comparar Guamaré, que tem quase 15 mil habitantes, com Nísia Floresta, que tem quase o dobro da população, e um território muito mais extenso, que inclui praias famosas e recheadas de turistas o ano inteiro, muito diferente da realidade atual de Guamaré.

Triste cena é a do silêncio do poder público municipal, que mais se parece com um "SEPULCRO CAIADO", quando, propositalmente, se "finge de morto" para não dar informações, de apresentar o contraditório, permitindo quaisquer tipo de entendimento. A omissão da transparência, da motivação, da necessidade - pois, a demanda dos usuários deste tipo de curativo não chega a 20 pessoas em toda a cidade - chega a arder nas pessoas honestas da cidade, que infelizmente contemplam milhões de reais escorrendo pelo ralo.

O QUE MAIS VAI SURGIR EM GUAMARÉ?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.