terça-feira, 11 de abril de 2017

GUAMARÉ: AOS AMIGOS DO REI OS FAVORES DA LEI, E AO "POVO" OS RIGORES DA LEI!



Quais absurdos ainda faltam em Guamaré? Já não bastavam trazer um ex-BBB a peso de ouro, contratos mil com terceirizadas, a rodoviária abandonada, contrato milionário para gerir o gasto de combustível, o lixo que toma conta de Salina da Cruz, as viagens turísticas da secretária de turismo, e todas as falsas promessas de campanha, agora é o superfaturamento do quilo do peixe que será entregue no período da semana santa. É de lascar um negócio desse! Está a cada dia mais evidente que a improbidade é companhia certa da gestão INTERINA de Helio Miranda. É chamar o povo de burro, de idiota, até de "otário". 

O povo sendo feito de "besta" sem nenhum pudor. Estão agredindo a inteligência alheia com tantas barbáries administrativas. Ora, bolas! Guamaré é cidade com colônia de pescadores antiga, porém enfraquecida pelo ócio impregnado por esta gestão fraudulenta e maquiavélica. A cidade possui um grupo de pescadores, que no momento padecem pela escassez na movimentação econômica, não por outros culpados a não ser o grupo dos "Mundinhos". Doravante a está situação deplorável, os pescadores estão assistindo passivamente mais.um desmando de Helio. Ele fez uma compra de quase 100 mil reais em peixe castanha - peixe de baixa qualidade, se fosse piaba seria melhor - para dar ao povo. Mas, ainda tem quem o defenda, afirmando que pelo menos ele "dá"... Psiu, babão! Aqui ninguém é trouxa! Ele compra peixe por mais de 11 reais, quando na verdade o valor de mercado não excede os 4 reais. Quase 300% á mais. Essa não dá pra engolir a seco!





Os recursos usados nesta "compra", poderiam muito bem ter entrado na economia local, pelo simples fato da aquisição tivesse se dado com os munícipes - fato plenamente rejeitado pela trupe -, isto geraria renda e melhor qualidade de vida à população, haja vista o peixe não seria de quinta, outrossim, seriam peixes como tainha, garoupa, entre outros que habitam a costa da cidade, com muito mais sabor do que Castanha. Porque a secretária de turismo come bacalhau de águas frias, regado a vinho do Porto e o povo tem que se contentar com castanha? Tudo foi pago com dinheiro público, dinheiro do povo, porque então está diferenciação? 

É triste quando contemplamos tanta parcialidade e indiferença com o guamareense. Para Helio e seu grupo, o povo se tornou seu inimigo número 1, e ele tem combatido ferozmente este inimigo. Parece que estamos a ler o livro "O Princípe" de Maquiável, quando refletimos em duas situações em Guamaré: A primeira, para o prefeito INTERINO que pensa que "É melhor ser temido do que amado", quando ele age impensadamente, sem medir as consequências dos atos que estão agredindo à sociedade; e, a segunda, e não menos danosa, é  que "aos amigos do rei os favores da lei, e aos INIMIGOS (O POVO DE GUAMARÉ) - grifo nosso - os rigores da lei!", ou seja, ao grupinho de Helio Miranda, ostentação, luxo, regalias e benefícios, mas ao povo, o castigo, as angústias, as dores, o colapso, o caos do NADA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.