terça-feira, 18 de abril de 2017

ROBINSON E SEU MUNDO DE FAZ-DE-CONTA



O Governador Robinson Faria, após ter sido citado em delação premiada no processo da Operação Lava-Jato, esclareceu alguns pontos. O gestor afirmou, categoricamente, que não há como ligar seu nome aos desvios e fraudes, pois ele é um "refém" da perseguição política à uma gestão coerente.

A afirmação de Robinson só mostra o quanto ele se encontra perdido. Ora, ele, em campanha, disse que seria o "governador da segurança publica", interessante que os números da violência só crescem e só neste ano, o RN já ultrapassou os 700 homicídios, rompendo todo e qualquer recorde até então, com um agravante, Natal é a capital mais violenta do Brasil. É possível também, elencar os atrasos salariais, ferindo toda a legislação trabalhista em vigor. Com isso, a iminência de greves, e a não execução dos serviços básicos, agrava mais a crise, que além de financeira, é institucional.

Bem diferente do mundo de faz-de-conta, a realidade é uma, crua e cruel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja respeitoso. Os comentários serão moderados, caso haja algum desrespeito serão excluídos.